Home
História da Quadrangular
Cultos on-line
Pedidos de oração
Diaconato
Louvor e adoração
Estudos Bíblicos
Galeria Fotos

Radio Ieqpalmira

Facebook

Fale conosco

Em memória Pr. Jonas da Lapa

Localização



Cultos On-line - Texto

 

Livre-se do peso da morte

Romanos 7:18-25
18 Pois eu sei que aquilo que é bom não vive em mim, isto é, na minha natureza humana. Porque, mesmo tendo dentro de mim a vontade de fazer o bem, eu não consigo fazê-lo. 19Pois não faço o bem que quero, mas justamente o mal que não quero fazer é que eu faço. 20Mas, se faço o que não quero, já não sou eu quem faz isso, mas o pecado que vive em mim é que faz.
21Assim eu sei que o que acontece comigo é isto: quando quero fazer o que é bom, só consigo fazer o que é mau. 22Dentro de mim eu sei que gosto da lei de Deus. 23Mas vejo uma lei diferente agindo naquilo que faço, uma lei que luta contra aquela que a minha mente aprova. Ela me torna prisioneiro da lei do pecado que age no meu corpo. 24Como sou infeliz! Quem me livrará deste corpo que me leva para a morte? 25Que Deus seja louvado, pois ele fará isso por meio do nosso Senhor Jesus Cristo!
Portanto, esta é a minha situação: no meu pensamento eu sirvo à lei de Deus, mas na prática sirvo à lei do pecado.
Este era um grande dilema que tirava a paz do apóstolo Paulo e, por que não dizer, tem tirado a nossa também.
A Palavra de Deus fala de uma batalha que temos dentro de nós. Uma luta constante que travamos em nosso interior.
Como vencer essa batalha sem uma fé sólida?
Somente o Evangelho poderá resolver nossos conflitos interiores. Ele nos ajuda na maneira de agir e pensar e com isso muda nossas ações.
Não é receber apenas um alivio e sim algo concreto que mexa na ferida para que ela seja cicatrizada e curada.
O texto da Palavra de Deus relata: “aquilo que quero fazer não consigo fazer e aquilo que não quero fazer eu faço”.  Que conflito interior!
Eu quero fazer certo, só que faço errado. O tempo todo nós estamos lutando e por que não consigo fazer o que é certo?
Temos uma sentença: “Eu sou um pobre miserável!” Quem me livrará do peso da morte?
O peso da morte significa que, naquele tempo o prisioneiro para não fugir era preso ao uma pessoa morta (cadáver). Se compararmos aos dias de hoje seria como a tornozeleira eletrônica.
A pessoa tinha que andar arrastando o peso da morte. Imagine como era o peso físico e emocional que a pessoa tinha que enfrentar.
Paulo chama atenção ao seu  conflito entre a carne e a palavra de Deus como o peso da morte.
Quão difícil é nossa luta contra nossa natureza humana, nossos temperamentos, sentimentos e traumas da vida.
Quantas pessoas te feriram com agressões físicas e com palavras e te impediram de você crescer e produzir por você acreditar mais nessas pessoas do que em Deus.
Pessoas dizem: “você é um perdedor, fracassado”. E Deus está dizendo: “você é um vencedor abençoado”. Então por que você esta dando ouvido a essas pessoas e não acredita em Deus?
Ao invés de obedecer a Deus está obedecendo a si próprio.
Se Deus está dizendo o contrário que as pessoas, então por que fica carregando o peso da morte?
Você está dando mais importância para os seus defeitos do que as suas virtudes e qualidades.
Por que fica remoendo, relembrando de palavras que lhe magoou, humilhou e que feriu sua alma?
Por que fica valorizando o que não presta se Deus está dizendo o contrário de tudo isso?
Procure ver nas crises e dificuldades oportunidades de vencer e não problemas e fracasso.
Crise nos seus relacionamentos crie oportunidades de corrigir e através do diálogo. Na crise procure ver oportunidades de crescer.
Para algumas pessoas é utopia, mas a capacidade de superar e produzir podem acontecer quando estamos convictos de fé.
Quais são as suas convicções de fé?
É preciso saber quem você é!
Saber identificar quem você é e qual o seu propósito a exercitar.
Em quem você crê  e  onde quer chegar.
Conheçam quais são os seus propósitos. Identifique-os para que possa produzir.
Quando você sabe quem é e em quem você crê quando alguém disser que você não serve para nada com toda certeza você não se importará.
Se você sabe quem você é e em que crê terá  a segurança  em lançar-se em novos desafios pois sabe que Deus estará cuidando de você.
Se você sabe que Deus está cuidando de você, então tenha convicção de fé.
Por mais que o inimigo tente te impedir de realizar as coisas, será sempre um vencedor em Cristo Jesus.
Você vai à igreja, e o pastor através da palavra lhe dá todo ensinamento para que você possa tomar suas decisões em quem crer.  Essa tomada de decisão em quem crer cabe somente a você.
Quando crermos no Senhor Jesus mesmo passando por dificuldades Ele está o tempo todo conosco.
O salmo 91:7  nos afirma “Caiam mil homens à tua esquerda e dez mil à tua direita, tu não serás atingido.”
O Senhor está com aqueles que creem nEle. Isso é convicção de fé.
Livremos-nos do peso da morte,  tomando boas decisões. Precisa decidir se você vai para uma festa ou vai para igreja. Se vai orar, jejuar, aprender a palavra de Deus.  Essa decisão só pode ser tomada por você.
É você que decide!
Essas decisões irão mudar a sua vida para enfrentar as dificuldades sem desanimar.
Essas convicções de fé que fazem ter um casamento saudável, uma relação de amor com seus filhos e entes queridos e uma vida financeira próspera e a abençoada.
A Bíblia nos ensina a construir relacionamentos saudáveis. Devemos buscar a Deus para resolver nossos problemas.
Nós temos o poder de decisão e escolhas. Nossas escolhas tem o poder de abrir as algemas, os grilhões que nos prendem ao peso da morte.
Porque em Jesus somos livres.
Jesus Cristo não veio para colocar as nossas vidas sob um jugo de regras e preceitos, mas para nos tornar livres do pecado.
Os seus ensinamentos são saudáveis, a base para que eu possa continuar firme com fé.
Através da palavra de Deus eu sei onde e como chegarei lá na frente.
Eu sei onde eu quero chegar. Eu sei como chegar.
Esses valores são inegociáveis. Quem tem saúde emocional vai a luta não fica na cama se lamentando. Busca a Deus mais profundamente, intimidade com o Senhor. Um relacionamento saudável e verdadeiro com o Senhor.
Ouça o que o Senhor esta ensinando para que possa tomar decisões abençoadas.
Você vai dar vazão a carne ou obedecer  a Deus?
Quais são as suas decisões? O que vai fazer? Aonde você quer chegar?
O amanhã pertence ao Senhor. Você sabe onde vai estar daqui alguns anos?
Isso é liberdade. Capacidade de tomar decisões e fazer as escolhas certas.  Seja uma pessoa livre em Cristo Jesus porque 32 “E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará”. João 8:32
Não dê vazão as suas vontades porque viverá uma vida sem sentido.
Não semeie em solo infértil porque não irá produzir nada. Semeie em solo abençoado.
Os filhos de Deus são produtivos e influenciam as pessoas.
O Evangelho transforma as pessoas. Ele valoriza o caminho das pessoas.
O Evangelho compartilha o amor entre todas as pessoas. O Evangelho não faz acepção de pessoas.
Somente o Evangelho de Cristo poderá nos ajudar a resolver nossos conflitos interiores.
Essa loucura do mundo é porque não conhecem a Deus. Essas pessoas não sabem quem são e em quem crer e para onde vão.
Não fomos criados para sermos pessoas individualistas, mas sim para vivermos em sociedade em amor e comunhão uns com os outros.
Tome a decisão certa para viver uma felicidade duradora e verdadeira.
A vontade de Deus é que você seja feliz e que seus sonhos sejam realizados.
Deus nos trata melhor do que merecemos. Se Deus te ama sem que você mereça, então também ame as pessoas que não merecem ser amadas.
Se liberte do peso da morte e viva uma vida abundante que Deus quer que você viva.
Quando  mais damos vazão aos nossos desejos  e sentimentos mais nos tornamos escravos e preso ao peso da morte.
O que desestressa a vida do cristão é saber que Cristo está com ele.
Precisamos ser mais produtivos no Reino de Deus.
É  você quemdecide. A escolha é sua.
Você quer ser uma pessoa livre em Cristo Jesus ou viver como escravo aprisionado a morte.
Sai desse seu mundinho, Deus tem muito mais para você. Alargue a sua tenda.
Seus projetos pessoais e profissionais o Senhor tem muito mais para você.
É você que tem que decidir.
Experimente a graça de Deus para poder parar de errar. É a graça que te ajuda e te impede que seja empurrado pelo pecado.
Se você ainda é dominado por pensamentos abomináveis, e se não tem o controle sobre atos pecaminosos,  a carne ainda é quem dita às regras em seu ser. Precisa urgentemente de se “Converter ao Evangelho”.
O salário do pecado é a morte!
“Assim também vós considerai-vos como mortos para o pecado, mas vivos para Deus, em Cristo Jesus”. Romanos 6.11
Tome essa decisão. Seja uma pessoa livre. Se liberte do peso da morte.


Igreja do Evangelho Quadrangular do Jd. Palmira e Pari.
Pastor Marlon Góes. (27 de Agosto de 2017)