Home
História da Quadrangular
Cultos on-line
Pedidos de oração
Diaconato
Louvor e adoração
Estudos Bíblicos
Galeria Fotos

Radio Ieqpalmira

Facebook

Fale conosco

Em memória Pr. Jonas da Lapa

Localização



Cultos On-line - Texto

A necessidade nunca deve lhe escravizar

Gênesis 31:22-24

22 E no terceiro dia foi anunciado a Labão que Jacó tinha fugido.
23 Então tomou consigo os seus irmãos, e atrás dele seguiu o seu caminho por sete dias; e alcançou-o na montanha de Gileade.
24 Veio, porém, Deus a Labão, o arameu, em sonhos, de noite, e disse-lhe: Guarda-te, que não fales com Jacó nem bem nem mal.

Os sentimentos de amargura e medo nos impedem de adorar a Deus.
Muitas pessoas dizem que não são escravas, mas na verdade se encontram aprisionadas em seus sentimentos, mágoas e decepções.
Tudo isso faz com essas pessoas sejam impedidas de viver as bênçãos de Deus na sua vida.
Dentro da igreja existem pessoas travadas e presas a sentimentos ruins.
Essas pessoas estão sem força para reagir diante desses sentimentos e por isso continuam aprisionadas e sem condições de se tornarem pessoas livres.
As pessoas estão aceitando a desgraça que estão vivendo e ainda chegam ao ponto de achar que foi Deus que a produziu. Isso não é verdade porque o propósito de Deus é nos fazer feliz.
Deus quer tratar nossas emoções, para que sejamos sarados e libertos de toda opressão.
Isso acontece por que as pessoas não forma tratadas em seu interior.
Mesmo vivendo a escravidão, essas pessoas têm medo da libertação por achar que o sofrimento pode ser ainda maior com a mudança.
Muitas mulheres vivem um relacionamento de sofrimento e por serem dependentes do marido tem medo de mudar de vida. Elas perpetuam seus sofrimentos.
Tem medo do preço do rompimento. Prefere suportar o sofrimento do que enfrentar o medo de uma mudança necessária.
O texto da palavra de Deus fala de Jacó, que saiu da casa dos seus pais com medo do seu irmão Esaú. Jacó foge e vai se instalar na casa do seu tio Labão.
Seu tio Labão aproveitando da situação e da fragilidade de Jacó manipula e engana-o.
Labão disse a Jacó que não era justo que trabalhasse sem receber salário e pediu que dissesse quanto gostaria de receber. Labão tinha duas filhas: Lia, a mais velha, e Raquel. Jacó pediu que, como pagamento por sete anos de trabalho, lhe fosse dada Raquel como esposa. Labão concordou e os sete anos se passaram rapidamente aos olhos de Jacó. 
Jacó teve que trabalhar sete anos para poder casar Raquel, mas seu sogro Labão engana Jacó entregando-lhe Lia. E por isso Jacó teve que trabalhar mais sete anos para se casar Raquel.
Labão de forma sagaz engana Jacó fazendo-o trabalhar em dobro.
Você já pagou por algo e não levou? Contratou um serviço que não lhe trouxe o resultado esperado? Comprou uma coisa com defeito e a assistência técnica te enganou?
Você já trabalhou em lugares onde se esforçou, fez o seu melhor e quando surgiu a oportunidade de você ter uma promoção você foi rebaixado de cargo? Como você reagiria numa situação dessas?
Jacó foi enganado por Labão. Mas Deus sempre dava estratégia e livrava Jacó da opressão de Labão.
Chega em um determinado momento da vida Deus manda Jacó pegar todas as suas coisas, suas ovelhas, esposas e filhos e voltar para casa de seu Pai e se reconciliar com seu irmão Esaú.
Jacó pega todos os seus bens e sua família e vai embora sem avisar seu tio e sogro Labão.
Ao saber dessa fuga Labão vai atrás de Jacó que o questiona: “Como você pode Jacó pegar minhas filhas e meus bens e ir embora?”
Labão achava que tudo que Jacó tinha conquistado não era dele por direito.
E conhecendo o coração de Labão, Deus em sonho diz a Labão: “Toma cuidad, veja o que vai falar a Jacó”.
Labão encontra Jacó e diz: Você sabe quem manda aqui, mas o Deus do seu pai diz para não lhe fazer nem bem e nada de mal. 24 “Veio, porém, Deus a Labão, o arameu, em sonhos, de noite, e disse-lhe: Guarda-te, que não fales com Jacó nem bem nem mal”.

A Bíblia relata histórias de várias pessoas oprimidas, mas quando ocorreu a intervenção de Deus todas elas foram libertas de todo sofrimento, dor e deixaram de serem escravas.
E isso aconteceu com seu povo ao sair do Egito. Lembramos que aquele povo foi ao Egito por causa de uma necessidade, e com o passar do tempo se acomodaram e não queriam mais sair de lá.
Toda necessidade nos leva a buscar ajuda, mas em determinado momento isso tem que ter um fim. Não podemos ficar a vida toda dependente dessa ajuda. Precisamos nos libertar e continuar nossa vida.
Sem a libertação dessa dependência você continuará na escravidão.
O povo hebreu quis permanecer na dependência e se acomodaram e por isso se tornaram escravos no Egito.
Quando a dependência gera opressão chega a um determinado momento que deve se tomar uma atitude e mudar a postura.
Muitos líderes religiosos por ajudarem as pessoas dentro da igreja se acham no direito de oprimi-las. Esses líderes religiosos sentem-se donos e senhor das pessoas que foram ajudadas.
E essas pessoas invés de serem libertas acabam sendo escravas na igreja.
Por isso tem tantas pessoas oprimidas dentro das igrejas. Na sua necessidade busca ajuda e ao serem suprimidas não caminham sozinhas ficam sempre na dependência tornando se escravas.
O Egito foi bom até um determinado tempo para o povo Hebreu.
Deus abençoou José para poder ajudar o seu povo. José morre e o povo acomodado continuou no Egito e por isso se tornaram escravos e oprimidos.
A libertação do povo só aconteceu com a ajuda de Deus.
Muitas pessoas não se libertam dos opressores porque sozinhas não tem forças para reagir.
Quantas pessoas estão dependentes de relacionamentos. Outras estão dependentes de drogas para substituir os seus medos e angústias.
Quantos filhos são dependentes espiritualmente e emocionalmente de seus pais? Quantas pessoas estão dependentes de pastores? Quantas pessoas estão dependentes de amigos, esposo (a)? Por que acontece isso?
Porque na sua necessidade ou na sua carência ficam totalmente dependentes de outras pessoas.
Muitas pessoas por serem carentes são manipuladas e oprimidas.
Diante das necessidades as pessoas estão aceitando qualquer coisa. E por isso estão sendo escravizadas. E ao se tornarem escravas aceitam qualquer coisa que é oferecida.
Nunca foi vontade e propósito de Deus que você se torne escravo. Não é vontade do Senhor que você sofra, seja oprimido e escravo.
Aquele povo murmurava no deserto e dizia Deus quer que morramos aqui. Mas era melhor ficar com sede no Egito do que ser escravo, nada é melhor que tua liberdade.
A nossa luta pelo o alimento e felicidade pode gerar dor e sofrimento, mas é melhor gerar dor sendo livre do que ser escravo.
Quantas pessoas oprimidas estão sofrendo e precisam se libertar.
Mesmo diante das suas necessidades emocionais e financeiras ninguém tem o direito de oprimir você.
É melhor pagar o preço da libertação e da opressão do que ficar escravo de coisas e pessoas.
Não é à vontade de Deus que você seja oprimido por ninguém. Se for necessário Deus vai fazer o que ele fez com Labão para te abençoar.
O inimigo pode usar pessoas para falar de coisas que você gosta, pode sim, faz isso para continuar te oprimindo e te manter escravo.
Labão ouviu Deus dizer que tomasse cuidado com as coisas boas e ruins que você iria falar com Jacó.
O opressor usa as técnicas da bajulação e da ameaça, conforme a situação para alcançar seus propósitos diante da pessoa que oprime.
Mas, o propósito do Senhor é gerar em nós uma autoestima saudável, para que nunca sejamos manipulados, abusados por nada e por ninguém.
Sem autoestima e saúde emocional, como podemos amar o próximo se não nos amamos primeiro?
Não se deixe ser oprimido por nada e por ninguém.
Não dê ouvidos para as pessoas que querem te oprimir. Elas usam de palavras para desanimá-lo: “Você nunca vai ser nada. Você nunca vai ser ninguém”.
Aprenda valorizar sua liberdade para tomar boas decisões. Mesmo que você tenha que pagar o preço da liberdade.
Não troque a sua liberdade por uma escravidão por medo de enfrentar os desafios da libertação.
Saiba usar a sua liberdade. Viva feliz com as coisas que te realiza. Desfrute das bênçãos que Deus lhe deu.
Seja livre com Cristo.
Deus está lhe ensinando: “Se você não consegue se libertar da sua opressão, Eu falarei mesmo com o opressor”
O Senhor não quer sejamos escravos das nossas necessidades.
Acredite o Senhor supre em glória todas as nossas necessidades. Todo sofrimento para sermos livres, vale muito a pena.

Igreja do Evangelho Quadrangular do Jd. Palmira e Pari.
Pastor Marlon Góes. (13 de Maio de 2018)