Home
História da Quadrangular
Cultos on-line
Pedidos de oração
Diaconato
Louvor e adoração
Estudos Bíblicos
Galeria Fotos

Radio Ieqpalmira

Facebook

Fale conosco

Em memória Pr. Jonas da Lapa

Localização



Cultos On-line - Texto

 

Por que os Justos Sofrem?

Leia Jó 1:1-5
“1 Na terra de Uz vivia um homem chamado Jó. Era homem íntegro e justo; temia a Deus e evitava o mal.
2 Tinha ele sete filhos e três filhas,
3 e possuía sete mil ovelhas, três mil camelos, quinhentas parelhas de boi e quinhentos jumentos, e tinha muita gente a seu serviço. Era o homem mais rico do oriente.
4 Seus filhos costumavam dar banquetes em casa, um de cada vez, e convidavam suas três irmãs para comerem e beberem com eles.
5 Terminado um período de banquetes, Jó mandava chamá-los e fazia com que se purificassem. De madrugada ele oferecia um holocausto em favor de cada um deles, pois pensava: "Talvez os meus filhos tenham lá no íntimo pecado e amaldiçoado a Deus". Essa era a prática constante de Jó.”
Leia Jó 13:22
13 Certo dia, quando os filhos e as filhas de Jó estavam num banquete, comendo e bebendo vinho na casa do irmão mais velho,
14 um mensageiro veio dizer a Jó: "Os bois estavam arando, e os jumentos estavam pastando por perto,
15 e os sabeus atacaram e os levaram embora. Mataram à espada os empregados, e eu fui o único que escapou para lhe contar! "
16 Enquanto ele ainda estava falando, chegou outro mensageiro e disse: "Fogo de Deus caiu do céu e queimou totalmente as ovelhas e os empregados, e eu fui o único que escapou para lhe contar! "
17 Enquanto ele ainda estava falando, chegou outro mensageiro e disse: "Vieram caldeus em três bandos, atacaram os camelos e os levaram embora. Mataram à espada os empregados, e eu fui o único que escapou para lhe contar! "
18 Enquanto ele ainda estava falando, chegou ainda outro mensageiro e disse: "Seus filhos e suas filhas estavam num banquete, comendo e bebendo vinho na casa do irmão mais velho,
19 quando, de repente, um vento muito forte veio do deserto e atingiu os quatro cantos da casa, que desabou. Eles morreram, e eu fui o único que escapou para lhe contar! "
20 Ao ouvir isso, Jó levantou-se, rasgou o manto e rapou a cabeça. Então prostrou-se no chão em adoração,
21e disse: "Saí nu do ventre da minha mãe, e nu partirei. O Senhor o deu, o Senhor o levou; louvado seja o nome do Senhor ".
22 Em tudo isso Jó não pecou nem de nada culpou a Deus.”

A palavra de hoje vem de uma pergunta. Por que o justos sofrem?
Você já pensou ou refletiu para buscar essa resposta?
As pessoas dizem que são vítimas de seus problemas familiares, financeiros, emocionais. E  quase sempre dizem que não fizeram nada para que esses problemas acontecessem.
Esse sofrimento pode acontecer com qualquer pessoa. Nem sempre o que a gente planta é o que a gente colhe.
Quantas vezes praticamos o bem e recebemos mal. Damos o amor e recebemos o desprezo.
Por que os justos sofrem? Você tem uma opinião formada sobre essa pergunta?
Ouvimos muito de pessoas a seguinte frase: Se você não vir à casa de Deus por amor virá pela dor.
Esse essa frase é errônea, equivocada. Quantas pessoas não estão sofrendo e estão na casa de Deus e tem um relacionamento de amor com o Senhor. Ouviram estavam com o coração aberto, foram tocadas por Deus e vieram para igreja.
Enquanto, tantas outras estão sofrendo e não vieram para a casa de Deus.
Não querem saber de Jesus e não se importam por tudo que Jesus fez por nós.
Quantas pessoas estão doentes emocionalmente, vivendo dificuldades em todas as áreas de sua vida e não vieram para casa de Deus.
Se você já ouviu ou falou isso aprenda, para que esse paradigma seja quebrado.
Nem todo mundo vem pela dor ou pelo amor.
O fato de não termos resposta a essa pergunta transferimos para Deus todas as nossas justificativas.
Ouvimos muitas pessoas dizerem “Aquela pessoa ou filho daquela pessoa morreu  porque vivia em pecado”.
Tem muita gente achando que sabe e conhece tudo. Não abre o coração e se acham conhecedor da verdade e de todas as coisas. E ao agirem assim, estão magoando muitas pessoas.
O livro de Jó nos ensina muitas coisas a esse respeito. Isso vai além de nossa capacidade humana de entender o “porquê” por trás de todo o sofrimento no mundo.
Jó apresenta o Senhor como meu Redentor. Aquele que me redime.
Como você apresenta Deus?
Aquele que te faz sofrer.
Ou aquele que te ama te conhece e que sabe que você não é merecedor de todo sofrimento.
Muitos discípulos de Jesus pensavam assim sobre o sofrimento. João 9: 2 “E os seus discípulos lhe perguntaram, dizendo: Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego?”
Muita gente pensa assim também sobre o sofrimento. Está sofrendo porque pecou.
Quantas vezes você fez essa comparação, essa associação que o sofrimento esta relacionado ao pecado.
Não aja de forma religiosa ao dizer “está sofrendo porque pecou.”
Quantas vezes colhemos aquilo que não plantamos.
Entenda, aprenda com a palavra de Deus. Porque a palavra te libertará.
Quantas pessoas estão sofrendo e questionando a Deus. Por que Senhor?
Ó Deus por que estou sofrendo? Por que estou passando por tudo isso? O que fiz de errado Senhor?
O livro de Jó dá uma razão para o sofrimento.
A palavra de Deus diz que Jó era íntegro e reto. Jó era perfeito aos olhos de Deus. Não havia nada para acusá-lo.
Deus permitiu o sofrimento de Jó, para que ele fosse honrado. Deus estava mostrando ao inimigo eu conheço bem Jó. Deus sabia quanto Jó era fiel a Ele. Sabia que Jó não o negaria por nada.
O inimigo dizia: Jó é tudo isso porque ele tem riqueza. Deus quer mostrar que Jó era diferente e quer provar isso ao diabo.
O livro inicia com uma cena no céu onde Satanás aparece diante de Deus para acusar Jó. Ele insiste que Jó apenas serve a Deus porque o Senhor o protege. Satanás pede então pela permissão de Deus para testar a fé e lealdade de Jó. Deus concede a Sua permissão, mas apenas dentro de certos limites.
O Senhor é fiel e jamais vai deixar ser colocado sobre você um fardo que não possa carregar. Deus sabe o tamanho e o peso do fardo que você pode suportar irmão.
Se Deus permite que nós passássemos por provas e dificuldades é porque Ele quer nos honrar diante das pessoas.
Se você vem enfrentando luta no trabalho ou na família é porque é lá que Deus quer te honrar e mostrar que você é diferente.
 No sofrimento de Jó podemos destacar três amigos (Elifaz, Bildade e Zofar)  que aparecem para “confortá-lo” e discutir a sua enorme série de tragédias. Eles insistem que seu sofrimento é em castigo pelo pecado em sua vida. 
O primeiro foi Elifaz, esse amigo é aquele que sempre tinha um diagnóstico religioso. Hoje ouvimos muito desses diagnósticos.
A pessoa está com dor de cabeça seja lá por um motivo qualquer e ai vem o diagnóstico você está precisando orar, esta precisando ir à igreja, está precisando de uma oração forte. Precisa fazer uma campanha.
O mundo está cheio de pessoas assim, com diagnósticos religiosos.
Essas mesmas pessoas falam para orar e não oram. Falam para ir à igreja e não vão. Falam para ler mais a Bíblia e não pratica essa leitura.
Jó era para ser o primeiro livro da bíblia. O livro de Jó é o poema mais antigo registrado, e veja só, já tinha gente religiosa naquela época.
Como a Bíblia é atualizada. Está falando de coisas escritas muitos anos atrás e isso é praticado do mesmo jeito nos dias de hoje.
Bildade,  o segundo amigo de Jó é aquele que quer consolar com banalidades.  É aquele amigo que  quando nós temos algum problema diz: precisa ir ao shopping comer um lanche no McDonalds. Precisa ir ao mar e sentir a brisa, relaxar na areia e ouvir o barulho das ondas. Precisa viajar e conhecer o mundo.
Aprenda que isso não irá lhe ajudar em nada, porque os conselhos desse amigo não pôde ajudar Jó.
Isso não irá resolver os seus problemas.
Zofar,  o terceiro amigo do Jó, é aquele que se considerava sábio. Como podemos ver hoje tantas pessoas que se intitulam sábias. Você cumprimenta a pessoa com a paz e ela responde você esta bem? Bom dia e ela diz: estou vendo que você tem alguma coisa no seu olhar? Você espirra e ela diz: esse é o demônio da sinusite.
Essas pessoas não leem a bíblia, não vão a casa Deus e dizem que alguém esta precisando de algo. Jó tinha amigos assim. E com toda certeza você já teve um amigo que age assim.
O livro de Jó  mostra que precisamos considerar e entender algumas coisas.
Muitas pessoas acham que para ser abençoados precisam ter riqueza e honra. Pensam que para ser abençoado precisam ter carro, casa, propriedades bens materiais.
Quem acredita que a prosperidade financeira é que diz quem somos diante de Deus está completamente enganado. O diabo achava isso também de Jó. Ele insiste que Jó apenas serve a Deus porque Jó era próspero e o Senhor o protegia.
Para Jó não era o que ele tinha que o representava. Não era sua riqueza que o tornava uma pessoa íntegra e fiel ao Senhor.
Jó deixa bem claro, independente de termos tudo ou termos pouco Deus continua nos amando.
Sofrimento não representa afastamento de Deus. E ter tudo não significa que se está  tendo um relacionamento correto com Deus.
 Cuidado com esses ensinamentos humanos errôneos e equivocados:

  1. Todo filho de Deus é próspero (rico);
  2. Todo sofrimento é fruto do pecado;
  3. Todo sofrimento vem de uma disciplina gerada por Deus.

A palavra de Deus através do livro de Jó mostra que tudo isso não é verdade.
Encontramos os pronomes pessoais “Eu”, “Meu” e “Mim” 49 vezes no livro de Jó, muitas vezes quando as coisas estão boas, podemos cometer o erro de ter um senso de justiça própria muito elevada, achando que nossas obras nos favorecem aos olhos do Senhor.
Muitos sofrem por consequência de suas escolhas, mas não quer dizer que todo sofrimento é fruto delas.
Jó compreende em meio do seu sofrimento e angústia, que somente o ouro resiste ao fogo, qualquer outra coisa será consumida.
Jó mesmo sendo íntegro entendeu que não era nada e precisava da misericórdia de Deus.
Então, por que o justo sofre? Porque tantos os justos como os  ímpios são humanos.
Se você se acha justo demais e se acha independente, então se arrependa e corra para os braços do Senhor.
Você é totalmente dependente do amor e da misericórdia do Senhor tanto quanto os ímpios.
Às vezes não somos merecedores do sofrimento, mas eles veem. Precisamos aprender o quanto somos dependentes de Deus.
Muitas vezes nos perguntamos por que Deus permite algo, e acabamos questionando/duvidando da bondade de Deus.
Temos que nos entregar e confiar no Senhor. Saiba que Ele é soberano.
Em Tiago 1:2-3 nos ensina que as provações produz perseverança. “2 Meus irmãos, tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações, 3 sabendo que a provação da vossa fé, uma vez confirmada, produz perseverança.
Em seu sofrimento nunca mais reclame e diga por quê?
Compreenda que muitas coisas não tem resposta.
Podemos ser inocente e passar por sofrimento. Aprenda com o sofrimento.
Entenda para que não seja um hipócrita religioso.
Busque o Senhor e tenha um relacionamento saudável com Ele.
Na sua aflição a mulher de Jó disse: “Você perdeu tudo então amaldiçoe o seu Deus. Por que ainda mantém essa integridade?”
Tem muitas pessoas como a mulher de Jô dizendo a você: Por que ainda é fiel a Deus?
Entenda que Deus quer que você tenha comunhão e um relacionamento verdadeiro e de amor com Ele.
Você não depende de pessoas e de bênçãos para se relacionar com Deus.
Você precisa ter lealdade a Deus.
Não fique questionando a Deus. Confesse os seus pecados e peça misericórdia ao Senhor.
O Senhor procura verdadeiros adoradores que o amam como Jó o amava.
Busque a Deus de todo coração para encontrar renovo.
O Senhor te ama independente do sofrimento que você está passando.
Jó sofreu durante alguns meses, mas o Senhor restituiu tudo que ele perdeu.
Não gaste toda a sua energia para buscar respostas, mas para buscar ao Senhor.
O Livro de Jó nos ensina a confiar em Deus em todas as circunstâncias. Devemos confiar no Senhor não apenas QUANDO não entendemos, mas PORQUE não entendemos.
No entanto, a nossa responsabilidade para com Deus é obedecer e confiar nEle, submetendo-nos à sua vontade, quer entendamos ou não.

Igreja do Evangelho Quadrangular do Pari.
Culto (25 de setembro de 2016): Pastor Marlon Góes.